Livro dos tempos

Publicado: outubro 5, 2012 em Poemas

Nunca me faltou coragem,
Como me falta hoje em dia…
O olhar que minava a pilhagem,
Já não esboça valentia…

O habitual me é ausente,
Assim como o real se faz em sonho…
O sobrevindo se faz presente
Nas rotas linhas que componho.

Que motivação tenho eu,
Se a própria vida me desampara?
O encanto que se acometeu
Não faz jus ao medo que acarretara…

O livro dos tempos se fechou,
Pelo visto para todo o sempre…
Sem o começo que arriscou,
Nem um final surpreendente…

Ainda ouço o marchar
Que outrora me conduzia…
Um alento a golpear,
As trevas que rompem o dia…

Marcelo Belini

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s