Pérolas e porcos…

Publicado: setembro 6, 2014 em Poemas

Falam que para o amor não existe norma…

Disso, com certeza, eu desacredito.

Creio que na verdade só o ódio transforma,

Não importando o que antes fora dito…

 

A raiz de todo o mal não é a dor.

Não é a desesperança e nem a ira.

Nunca foi o rancor,

Talvez seja a hipocrisia que transpira.

 

Fazer-se de cordeiro em pele de leão…

Sorrir desejando a morte…

Maldizer no aperto de mão…

Querer o azar desejando a sorte…

 

Sabendo-se do que se sabe,

A perversidade passa a ser a razão…

Vivendo-se na promiscuidade,

Sentindo-se abraçado na solidão…

 

Lançamos pérolas aos porcos

E sopramos palavras ao vento…

Letras em escritos tortos,

E joias com sabor de lamento…

 

– O porco engasgou e morreu!

Tenho pena ou ignoro?

Antes ele do que eu,

Pois, muitos riem enquanto choro…

 

Marcelo Belini

 

 

Anúncios
comentários
  1. compos sui disse:

    “Margaritas ante porcos”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s